PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

Como ganhar dinheiro investindo durante a crise (com cursos grátis)

César Esperandio

03/04/2020 04h00

O sobe e desce das últimas semanas não foi fácil para o investidor. Na verdade, foi mais "desce" do que "sobe".

As pessoas ficaram receosas de investir neste momento de crise do coronavírus, e também sem saber o que irá acontecer com as aplicações que já tinham em carteira.

Embora ninguém deva sair ileso dessa crise, esse não é o momento e nem motivo para pânico. Sacar todos os investimentos com prejuízo? Nem pensar!

A economista Yolanda Fordelone, do Econoweek, a tradução da economia e do dinheiro deu cinco dicas para ganhar dinheiro investindo durante a crise, além de listar cinco cursos gratuitos para o período.

Dicas para investimentos em renda fixa

1. Fique até o vencimento

No mês de março, a Selic caiu novamente diante da fraqueza e da incerteza de crescimento da economia.

Com isso, os preços dos títulos foram ajustados para baixo. Os negócios ficaram tão voláteis que a plataforma do Tesouro Direto até chegou a fechar nos piores momentos.

O fato é que o preço que aparece na tela da corretora é o preço do momento, que o mercado está disposto a pagar pelo seu título caso você queira se desfazer dele.

Mas se você ficar com o título até o vencimento, nada muda: vai receber o juro que havia acordado com o Tesouro Direto, no CDB, ou no título que investiu.

Então, a recomendação é, se possível, ficar com o papel até o vencimento, sem desespero.

2. Opte por investimentos líquidos

Para os que têm essa oportunidade, a hora é de montar ou reforçar a reserva de segurança para os próximos meses, que provavelmente serão de piora do desemprego e crise.

Isso significa que os investimentos em renda fixa de liquidez imediata se tornam boas opções para o reforço de colchão de segurança, como aquele CDB com liquidez diária, o fundo DI sem taxa de administração, o Tesouro Selic, ou mesmo a conta corrente remunerada, dependendo do seu perfil.

Dicas para investimentos em ações

3. Mire no longo prazo

A velocidade de recuperação da Bolsa deve ser bem mais morosa do que a da queda que presenciamos.

A Bolsa costuma cair como uma lebre e subir como uma tartaruga, já dizia um velho ditado dos investimentos.

Sempre reforçamos Econoweek que Bolsa é um investimento de longo prazo.

Se já tem uma boa reserva de segurança e disposição para manter parte da carteira em investimentos mais arriscados, pode ser uma boa oportunidade.

Tenha paciência e verá os preços das ações subirem novamente.

4. Estabeleça metas

Para a Bolsa, vale a pena ter metas. Tanto meta de ganhos, como de perdas.

A economista do Econoweek, Yolanda Fordelone, estabelece que se perder 20% do capital, por exemplo, ao menos parará para reavaliar a estratégia de investimento naquela ação.

"Se eu lucrar 10%, faço a mesma coisa e avalio tirar o meu capital para colocar em outro ativo que tenha maior expectativa de alta", afirma.

Sempre tenha em mente qual é o limite de queda que suporta e qual é o prazo que pode deixar o dinheiro investido em cada aplicação. Assim, evitará investir em ativos que não têm a ver com o seu momento.

5. Mantenha-se bem informado

Aplicações na Bolsa sempre exigiram que o investidor estivesse bem informado.

Nesse momento de fortes oscilações, em que cada dia é um dia, essa exigência só aumenta.

Os setores da economia serão impactados de diferentes maneiras pela crise do coronavírus. Procure se informar sobre os setores de atuação de cada ação que têm em sua carteira com alguma instituição de confiança.

Como aprimorar o conhecimento em investimentos

Para se manter informado e aprender mais, empresas do setor financeiro passaram a fornecer alguns de seus produtos e serviços gratuitamente. Vamos listar cinco possibilidades de dar um upgrade na sua preparação para o mundo dos investimentos sem sair de casa.

Para quem gosta de ensino à distância, a Captable disponibilizou vídeo aulas de temas como análise do cenário econômico e análise de investimentos, com conteúdos para serem consumidos ao longo de uma semana de imersão.

A Levante Investimentos tornou público um relatório diário até os mercados voltarem à normalidade, com projeções e indicações de investimentos, além de notícias.

Já se investimentos mais arriscados não for a sua praia, há uma palestra com dicas para compor sua carteira com renda fixa e ativos imobiliários, ministrada por Paulo Deitos e Eduardo Barbosa, CEOs de empresas de investimentos nesses setores.

Se você quer dar os primeiros passos nos investimentos em Bolsas de Valores, a corretora Toro abriu para todos um curso de ações para iniciantes, com 13 aulas no YouTube.

Já a youtuber de finanças Lívia Medeiros disponibilizou gratuitamente, enquanto durar a quarentena, seu curso de planejamento financeiro para quem precisa aprender a ter controle sobre os gastos e começar a investir.

Conhece algum outro curso gratuito para fazermos durante o período de distanciamento social? Conte aqui nos comentários ou fale com a gente no nosso canal do YouTubeInstagram e LinkedIn. Também é possível ouvir nossos podcasts no Spotify. A gente sempre compartilha muito conhecimento sobre economia, finanças e investimentos. Afinal, o conhecimento é sempre uma saída!

Sobre os Autores

César Esperandio: economista com ênfase em planejamento financeiro, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

Yolanda Fordelone: economista e jornalista, teve passagens por grandes jornais nas áreas de economia e finanças, foi professora em um curso de graduação em Economia e hoje coordena uma equipe em um aplicativo de gestão financeira. Além disso, se dedica às finanças pessoais no Econoweek.

Sobre o Blog

O Econoweek é um blog escrito por dois economistas que querem traduzir a economia, as finanças e o dinheiro.

Econoweek