IPCA
0,1 Out.2019
Topo
Econoweek

Econoweek

Três dicas eficientes para economizar e investir o seu dinheiro

César

24/09/2019 04h00

Apesar de deixar as contas em ordem ser, teoricamente, apenas uma conta de mais e menos, em que devemos gastar menos do que ganhamos, sabemos que, na prática, as coisas podem não funcionar tão bem. Hoje, o Econoweek dá três dicas eficientes para economizar e investir o seu dinheiro.

Outro dia, a Yolanda Fordelone estava lendo um artigo do consultor financeiro Eduardo Amuri e gostou bastante de algumas ideias dele, inspirando essas três dicas eficientes para economizar e investir:

Dica eficiente 1: programe transferências para investir automaticamente

Já deve ter ouvido o jargão financeiro "se pague primeiro", que diz para você, assim que receber o seu salário, já pegar uma parcela e investir antes de qualquer coisa, evitando deixar para ver se sobra dinheiro para investimento no final do mês. Normalmente não sobra!

O problema é que esse hábito ainda envolve o esforço de entrar no seu internet banking e fazer uma transferência para a sua corretora e, então, escolher em que investir.

A dica eficiente é programar transferências automáticas para os seus investimentos. Esse recurso existe para diversas opções de investimentos e fará você investir pelo menos a quantia mínima que lhe seja conveniente.

Dica eficiente 2: use dinheiro em espécie

Boa parte dos problemas de endividamento vem do mau uso do rotativo de cartão de crédito. Sabe quando chega a fatura, e resolvemos pagar apenas o mínimo e deixar o restante para o mês seguinte? Pois é. Os juros, nesse caso, são altíssimos e podem virar um problemão.

Apesar de todos os benefícios, como pontos, milhas ou cashback, é muito comum não acompanharmos a fatura e, no fim do mês, tomar um baita susto com o tamanho da conta.

A recomendação é sacar dinheiro em espécie semanalmente, se obrigando a consumir apenas esse valor toda semana. Assim, você evitará gastos desnecessários e sustos na fatura.

A Yolanda Fordelone, inclusive, se deu muito bem ao evitar o uso do cartão de crédito, passando a usar a função débito, na qual temos um hábito de acompanhar o saldo em conta corrente com mais frequência. Parece besteira, mas fez uma diferença e tanto para ela, que passou a pensar duas vezes antes de gastar, vendo o saldo diminuir.

Dica eficiente 3: anote os gastos com um "binóculo", não com um "retrovisor"

Algumas pessoas têm o hábito saudável de anotar os gastos, seja em uma planilha de Excel, em um aplicativo de celular ou até mesmo em um caderninho.

De todo modo, a maioria de nós faz isso apenas uma vez por mês, olhando para as finanças pessoais pelo "retrovisor", observando o que já passou, quando deveríamos olhar para as nossas contas com um "binóculo", antecipando o que acontecerá no futuro.

Nesse caso, a dica eficiente é fazer esse acompanhamento por semana e anotar todos os gastos que certamente acontecerão ao longo do mês, como aluguel, contas de água e luz, aquela parcela de uma comprinha que você acabou dividindo em algumas vezes, além de gastos que acontecem apenas poucas vezes no ano, tais como presentes de Natal, material escolar no início do ano e até IPVA e IPTU, por exemplo.

Nada disso será um imprevisto se você se planejar dessa maneira. Assim, você saberá quanto do seu salário já está comprometido em cada mês, evitando gastar além do ideal com outras coisas.

O que achou dessas três dicas? Qual outra dica você daria que funciona para você?

Conta aqui nos comentários ou fale com a gente no nosso YouTube Instagram. Também é possível ouvir nossos podcasts no Spotify. A gente sempre compartilha muito conhecimento sobre economia, finanças e investimentos. Afinal, o conhecimento é sempre uma saída!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre os Autores

César Esperandio: economista com ênfase em planejamento financeiro, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

Yolanda Fordelone: economista e jornalista, teve passagens por grandes jornais nas áreas de economia e finanças, foi professora em um curso de graduação em Economia e hoje coordena uma equipe em um aplicativo de gestão financeira. Além disso, se dedica às finanças pessoais no Econoweek.

Sobre o Blog

O Econoweek é um blog escrito por três economistas que querem traduzir a economia, as finanças e o dinheiro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Econoweek