IPCA
0.19 Jul.2019
Topo
Econoweek

Econoweek

Saiba quais são as vantagens e desvantagens dos robôs de investimentos

César

02/07/2019 04h00

Com cada vez mais opções de investimentos, surgiu uma solução interessante pra quem não sabe por onde começar ou não tem tanto tempo pra se dedicar a análises: os robôs de investimentos. Esses robôs tentam entender o seu perfil e montam uma carteira de investimentos otimizada e personalizada para vocêHoje, o canal Econoweek vai te contar como isso funciona e quais são as vantagens e desvantagens desse serviço.

Vantagem 1: seu dinheiro fica na mão de um especialista

Apesar de ser um robô, há um especialista que testou as estratégias e desenvolveu o robô. Então, você não precisa entender tanto assim dos investimentos que irá fazer. Vale lembrar que, embora não seja necessário ser um expert, quanto mais você entender do mundo dos investimentos, melhor para você.

Vantagem 2: agilidade

Como os robôs levam consigo parâmetros de execução de ordens de compra e venda dos ativos de investimentos, você não perde tempo. Em qualquer oscilação do mercado, o algoritmo já faz o que você gastaria muito mais tempo para fazer sozinho.

Vantagem 3: alertas

Se você não confia tanto assim que um código de programação decida para onde irá seus investimentos, não há problema. O robô pode trabalhar igualzinho, mas em vez de disparar a ordem de compra ou venda, ele vai te avisar sobre o que ele gostaria de fazer. Então, você é quem decide se aceita ou não a sugestão.

Vantagem 4: rebalanceamento automático da carteira

Vamos supor que você queira que a sua carteira seja "conservadora", com, por exemplo, 80% de ativos de renda fixa e 20% de renda variável. Mas, de um mês para o outro, as suas ações subiram muito e os títulos do Tesouro Direto nem tanto, de modo que a parcela de renda variável passou a ocupar 25% do seu portfólio. Não se preocupe: o robô vai readequar seus investimentos segundo o que você estabeleceu no início.

Desvantagem 1: a volatilidade pode destruir a sua estratégia

Em dias em que há muita oscilação de preços dos seus ativos, dependendo dos parâmetros estabelecidos para o robô, ele pode executar ordens de compra e venda que talvez não sejam as mais adequadas para a sua estratégia de médio e longo prazos.

Desvantagem 2: a máquina não substitui o homem com perfeição

Há diversas situações no mercado em que a melhor decisão é tomada por um especialista e não por uma sequência de linhas de código de programação. Para situações simples, o robô trabalha muito bem. Mas é bastante difícil para ele entender que a bolsa está com muito sobe e desce em um determinado dia simplesmente porque um político deu uma declaração polêmica.

Gostou das dicas? Conta aqui nos comentários ou fale com a gente também no nosso YouTube Instagram. Também é possível ouvir nossos podcasts no Spotify. A gente sempre compartilha muito conhecimento sobre economia, finanças e investimentos. Afinal, o conhecimento é sempre uma saída!

 

 

 

Sobre os Autores

Étore: mestre em economia, tem mais de uma década de experiência no mercado financeiro. Atua hoje como economista macroeconômico em um grande banco, e já passou por consultorias econômicas e pela Bolsa de Valores, além de dividir seu tempo com o Econoweek, onde cuida, principalmente, de Macroeconomia.

César: economista com ênfase em terapia financeira, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

Yolanda: economista e jornalista, teve passagens por grandes jornais nas áreas de economia e finanças, foi professora em um curso de graduação em Economia e hoje coordena uma equipe em um aplicativo de gestão financeira. Além disso, se dedica às finanças pessoais no Econoweek.

Sobre o Blog

O Econoweek é um blog escrito por três economistas que querem traduzir a economia.